Posts Tagged 'Augusto Santos Silva'

Apresentação do livro ‘As Palavras do Punk’

Sinopse O punk chegou a Portugal relativamente cedo. Entre os últimos anos da década de 1970 e os primeiros da década de 80, formou-se uma primeira cena nacional do punk. Que ela perdura até à atualidade, mostram-no as três centenas

Apresentação do livro ‘As Palavras do Punk’

Sinopse O punk chegou a Portugal relativamente cedo. Entre os últimos anos da década de 1970 e os primeiros da década de 80, formou-se uma primeira cena nacional do punk. Que ela perdura até à atualidade, mostram-no as três centenas

Music and more than music

 Fotografias cedidas por Hugo Ramone. O punk representou, nas sociedades ocidentais, um marco de rutura e reposicionamento face à estrutura social existente acompanhado de uma banda sonora. Ora, é neste quadro que pretendemos abordar o punk português, considerando a sua

Music and more than music

 Fotografias cedidas por Hugo Ramone. O punk representou, nas sociedades ocidentais, um marco de rutura e reposicionamento face à estrutura social existente acompanhado de uma banda sonora. Ora, é neste quadro que pretendemos abordar o punk português, considerando a sua

More than Loud! II Os mundos dentro de cada som

13 novembro 2014 Faculdade de Letras Universidade do Porto Sala de Reuniões, 10h00-18h00   Comissão Científica: Augusto Santos Silva Helena Vilaça José Madureira Pinto Paula Guerra (coord.)   O More than Loud! constitui um momento de discussão em torno da

More than Loud! II Os mundos dentro de cada som

13 novembro 2014 Faculdade de Letras Universidade do Porto Sala de Reuniões, 10h00-18h00   Comissão Científica: Augusto Santos Silva Helena Vilaça José Madureira Pinto Paula Guerra (coord.)   O More than Loud! constitui um momento de discussão em torno da

Música e mais que música, punk e mais que punk

A identidade não é necessariamente o que somos, mas o que dizemos que somos. Aqui, consideraremos como porta de entrada, nesse discurso, as palavras ditas pelas bandas, por duas formas: quando se nomeiam a si próprias e nas letras das

Música e mais que música, punk e mais que punk

A identidade não é necessariamente o que somos, mas o que dizemos que somos. Aqui, consideraremos como porta de entrada, nesse discurso, as palavras ditas pelas bandas, por duas formas: quando se nomeiam a si próprias e nas letras das